Cliente: AES Tietê
AES Tietê inicia os testes de vertedores em Água Vermelha

Prática anual visa garantir a segurança das barragens e da população ribeirinha


A AES Tietê, braço de geração e comercialização de energia da AES Brasil, inicia, hoje, o período de testes de vertedores de todas as suas usinas. A primeira será Água Vermelha, que receberá o procedimento entre os dias 02 e 05 de julho. O cronograma se estende até o outubro.

Os testes de vertedores acontecem anualmente e tem como finalidade garantir o funcionamento adequado dos equipamentos. Essa operação proporciona o controle dos reservatórios e a segurança das barragens e da população ribeirinha durante a estação das chuvas, que ocorre nos meses de novembro a abril.

A medida segue a orientação do ONS (Operador Nacional do Sistema) e o tempo de abertura e fechamento das comportas é de 30 minutos, atingindo a vazão máxima por um curto período.

Nessa fase, a AES Tietê alerta os pescadores e os proprietários de ranchos para possíveis elevações no nível do rio. Entretanto, não há riscos de enchentes ou alagamentos.

Segundo o Gerente de Operação da AES Tietê Antônio Carlos Garcia, os testes asseguram o perfeito funcionamento da usina quando necessário. “O procedimento é como a revisão de um carro. Nós checamos todos os equipamentos para funcionarem perfeitamente”, diz Garcia.

A AES Tietê coloca à disposição das comunidades o telefone 0800 704 0589 para informações.
Cronograma dos testes nas usinas da empresa:

Água Vermelha – 02 a 05 de julho
Barra Bonita - 29 de julho a 02 de agosto
Bariri – 05 a 09 de agosto
Ibitinga - 12 a 16 de agosto
Nova Avanhandava - 09 a 13 de setembro
Caconde, Limoeiro e Euclides da Cunha – 30 de setembro a 04 de outubro
PCH Mogi Guaçu - 07 a 08 de outubro


Sobre a AES Tietê

A AES Tietê oferece soluções em gestão de energia, atuando na geração e comercialização de energia elétrica. Para isso, conta com um parque gerador com capacidade para gerar 2.658 MW a partir de fontes renováveis. A AES Tietê opera nove usinas hidrelétricas e três pequenas centrais hidrelétricas (PCHs) no Estado de São Paulo. A empresa responde por 12% da capacidade instalada no Estado de São Paulo e 2,3% no Brasil.

19/04/2013
Digital Week internacional 2013
(www.revistain.com.br)