Cliente: IDV ( Instituto para Desenvolvimento do Varejo )
Presidente do Banco Central prevê inflação menor para 2012

Brasil deve crescer sustentavelmente nos próximos anos, diz Alexandre Tombini

Durante reunião com os varejistas associados do IDV (Instituto para Desenvolvimento do Varejo), realizada nesta sexta-feira, em São Paulo, o presidente do Banco Central (BC), Alexandre Tombini, disse que a inflação será a menor dos últimos anos. De acordo com ele, o ritmo da atividade econômica irá se acelerar ao longo de 2012, sustentado pela demanda interna, a redução dos estoques industriais, que estão atualmente em seu menor nível, e os juros mais baixos, além da flexibilização das condições monetárias. A economia brasileira continuará gerando empregos, e o incremento foi de 1.400.000 novos postos de trabalho nos últimos 12 meses. “Nosso objetivo é cumprir a meta de inflação de 4,5%. Esse cenário proporcionará uma retomada da atividade econômica, que deve se acelerar no segundo semestre”, diz.
O primeiro relatório trimestral do ano será divulgado nesta quinta-feira. “Até o momento, a previsão é de que a taxa de inflação fique no centro da meta (4,5%) para 2012”, comentou Tombini. De acordo com ele, o Brasil possui a terceira menor taxa de desemprego entre os países do G-20, perdendo apenas para China e Japão.
Tombini comentou ainda que os Bancos Centrais (BCs) de economias avançadas adotaram políticas monetárias expansionistas, que contribuíram para a redução da aversão ao risco no início de 2012. Dados recentes, segundo o presidente do BC, indicam que a retomada da economia norte-americana está em curso, e a perspectiva de crescimento da China foi ajustada para baixo, com metas de crescimento de 7,5%, ante os 10% dos últimos anos. “A China está desacelerando, mas de forma responsável, sem grandes riscos”, explicou.
Os associados do IDV comentaram sobre a necessidade de redução da taxa de juros na ponta do consumo, uma vez que as reduções das taxas referenciais de juros não têm chegado com a mesma intensidade ao consumidor. Também argumentaram sobre os altos custos financeiros das empresas de varejo, principalmente as pequenas e médias, e pediram melhorias neste sistema. Tombini disse que há uma agenda para estes assuntos e colocou o tema como prioridade. “Ainda há muito a fazer, mas certamente o IDV pode nos ajudar com esta questão. Inclusive, marcarei uma reunião entre uma comissão do IDV e membros da nossa diretoria”.
O presidente do IDV, Fernando de Castro, reforçou que o varejo pode ajudar o governo na redução dos juros na ponta do consumo, pois as redes varejistas são grandes financiadores de seus clientes. “Atender ao consumidor final é a nossa missão, e o varejo é o grande aliado do governo no controle da inflação e na redução dos juros”.
O varejo é o segmento que mais gera empregos no Brasil. “Apenas em 2011, o comércio criou 460 mil novos postos de trabalho. Além de ser gerador de empregos, o varejo forma e treina pessoas, muitas delas em seu primeiro emprego. Além disso, as empresas expandiram sua rede de atendimento e fizeram grandes investimentos em novas lojas, equipamentos, estoques de produtos, inovação e tecnologia”, conclui Castro.

13/02/2015
Levy quer varejo contra o apagão
(Correio Brasiliense)
13/09/2013
Varejo deve crescer 8,7% em outubro, diz pesquisa do IDV
(www.portalmoveleiro.com.br)
27/08/2013
Consumo Feliz
(Folha de São Paulo)
19/08/2013
Varejo manterá contratações temporárias, dizem analistas
(Associação Brasileira de Supermercados)
23/05/2013
Junho e julho devem ser de fortes vendas no
(www.executivosfinanceiros.com.br)
23/05/2013
Projeção é de forte alta em Junho e Julho
(Diário do Comércio - São Paulo - SP)
24/04/2013
Vendas de abril devem crescer apenas 2,1%, projeta IDV
(www.revistapegn.globo.com)
18/04/2013
IAV-IDV estima queda nas vendas de abril
(www.portalnovarejo.com.br)
11/03/2013
O encontro do varejo real com o virtual
(www.estadao.com.br)
19/12/2012
Varejo tem plano de investir R$20 bilhões
(Brasil Econômico)
21/11/2012
IDV: vendas no varejo devem crescer 9,2% em novembro
(www.economia.estadao.com.br)
19/09/2012
Varejo deve retomar crescimento real de vendas
(Empresas & Negócios)
21/06/2012
Varejo brasileiro cresce 5,1% em maio
(www.exame.abril.com.br)
11/04/2012
Vendas do Varejo devem crescer 6,5%
(Jornal A Cidade)
26/12/2011
Varejo aponta alta de 5,5% nas vendas de dezembro
(www.revistafator.com.br)
19/12/2011
Produtos mais baratos
(Jornal Meia Hora)
10/11/2011
Empresario esta otimista com vendas
(Diário do Comércio)
25/10/2011
Varejo espera fechar com alta de 4,8% nas vendas
(www.portalvarejo.com.br)
13/10/2011
Vendas devem crescer 10% em 2011, prevê IDV
(Jornal O Estado de S. Paulo)
27/09/2011
Vendas do varejo devem crescer 4,8% em setembro
(www.economia.terra.com.br)
15/08/2011
Expectativa otimista
(Meio & Mensagem)
23/05/2011
Inflação é prioridade
(Jornal do Commércio)
22/05/2011
Restrições ao varejo começam a surtir efeito
(Diário do Grande ABC)
01/05/2011
Carrinho mais cheio em todas as classes
(www.freedom.inf.br)
24/03/2011
Um trimestre forte
(www.oglobo.com)
10/03/2011
Varejo de vesturário prevê leve crescimento
(www.oconfeccionista.com.br)
01/03/2011
Grandes varejistas animados
(www.publica.hom.opovo.com.br)
25/02/2011
Vendas do comércio varejista cresceram 6,9%
(www.monitormercantil.com.br)
14/01/2011
Comerciantes ganham ICMS parcelado
(www.diariodafranca.com.br)
26/10/2010
Varejo vende 7,9 % a mais em setembro
(Diário do Grande ABC)
29/09/2010
Otimismo
(Jornal Tribuna Ribeirão)
10/09/2010
Contratação de temporário facilitada
(www.odia.terra.com.br)
11/07/2010
Unificação facilita negociações
(www.folhape.com.br)
25/03/2010
Varejo reforça estoques para o Dia das Mães
(DCI - São Paulo - SP )
27/01/2010
Antes de prorrogar redução do IPI, Governo cobra mais emprego
(Jornal Tribuna Impressa - Araraquara - SP)
18/11/2009
Varejo faz grande aposta nas vendas de fim de ano
(Valor Econômico - São Paulo - SP)
16/06/2009
Faltam produtos da linha branca
(Diário do Comércio - SP)
08/04/2009
Um novo conceito de loja para despertar todos os sentidos
(Jornal Diário do Comércio - São Paulo)
08/03/2009
A fatura da crise
(Correio Braziliense - Brasília )